5 Erros Comuns Que Precisam Ser Evitados Ao Franquear Seu Negócio

O Franchising é um modelo de negócios promissor, que pode trazer muitos frutos através do bom gerenciamento das franquias, além de ser uma área que exige conhecimento e muito preparo. Mesmo em um mercado cercado de profissionais competentes e empreendedores preparados para o sucesso, uma parte disso se preenche por empreendedores iniciantes, procurando iniciar na área antes mesmo de possuir experiência, conhecimento ou preparo.

A falta de experiência e planejamento desses profissionais, os tornam mais suscetíveis a cometer erros durante o processo, acalentando em prejuízos para a empresa.

Desde o ano passado, o faturamento dentro do setor de franquias teve um aumento de mais de 6,8% e mesmo em um mercado tão promissor, no primeiro semestre de 2019 foram estimados de acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franquias) que 2,2% das franquias, tiveram suas portas fechadas, o que é um percentual muito inferior à empresas no geral. E para que novos empreendedores tenham cada vez mais chance de conquistar o sucesso, preparamos esse material para vocês.

No post de hoje iremos discutir sobre 5 erros comuns que precisam ser evitados ao franquear seu negócio, para que com o conhecimento certo, você possa tornar seu negócio, uma franquia de sucesso.

1 – Falta de experiência do franqueador

Como dito anteriormente, a falta de experiência e conhecimento do franqueador é uma das maiores razões pelas quais algumas franquias não dão certo. Muitas vezes alguns empresários acabam montando uma franquia com a ideia de crescimento fácil, o que é extremamente equivocado, pois abrir uma franquia exige um processo muito complexo que deve ser analisado e reanalisado por profissionais competentes na área. Além disso, o franqueador deve ter conhecimento em gestão e ter como ajuda uma equipe qualificada em gerenciamento para cuidar da expansão do negócio.

E quando não se tem nenhuma dessas qualificações?

Nesse caso, podemos sugerir uma ideia que vem sendo implementada nos últimos anos, sendo ela a unidade-piloto.

Como a unidade-piloto funciona?

Trata-se de uma unidade gerenciada pela franqueadora que desenvolve os mesmos moldes de sua franquia tradicional, usando como teste para conferir o modelo, como funciona, como se desenvolve, quais melhorias são necessárias e com isso entender todas as áreas do negócio e em como gerenciá-la, ganhando a experiência e conhecimento que tanto precisa.

Quando tempo dura o período de teste com a unidade-piloto?

De acordo com especialistas, a unidade-piloto deve funcionar por no mínimo dois anos antes do empresário franquear a marca. Caso nesses dois anos, o franqueador mostrar bons resultados com a unidade teste, as chances de sucesso para realizar a franchising são maiores, tornando um negócio mais promissor e seguro. Além disso, manter-se antenado sobre o mercado indo em feiras e eventos de franquias é extremamente necessário neste processo.

2 - Falhas na seleção de franqueados

Saber administrar um sistema de franquias não deve se limitar somente ao sistema no geral, mas entender que se deve ter a disposição profissionais competentes que irão ser responsáveis por demais lojas na sua marca. Por isso, a escolha dos franqueados, deve ser pensada e revisada nos seus planos, para que não haja complicações no futuro. Assim como você, o franqueado deve ter experiência em gestão. Além disso, deve se montar um perfil detalhado de franqueado para a sua marca e a partir disso, realizar os processos seletivos.

3 – Vender sem avaliar

Para se ter sucesso nessas áreas, todas as partes devem trabalhar em sintonia, por isso escolher bem seu franqueado é imprescindível. Porém alguns franqueadores ficam animados com a ideia de vender e acabam não avaliando devidamente o candidato como franqueado. O que pode ser um problema no futuro, pois independente da quantia oferecida, uma má gestão da rede pode trazer prejuízos muito maiores do que o valor investido na venda. Além disso, deve ser formulado um contrato detalhado com todas as suas exigências e este caso deve ser estudado por seus advogados e profissionais da área.

4 – Má gestão financeira

Antes de montar sua franquia, deve se montar um planejamento muito detalhado do orçamento que será investido na franquia, adicionando possíveis prejuízos ou equívocos durante o processo. Um dos maiores erros das franqueadoras é calcular somente o estritamente necessário acreditando que o negócio trará lucros que serão suficientes para as despesas no geral. Esse erro, assim como os anteriores podem acarretar no fim da franquia e também trazer prejuízos para a marca.

5 – Falha na escolha do ponto comercial

Como dito no post anterior “10 passos para transformar seu negócio em uma franquia de sucesso”, a escolha do ponto comercial é extremamente importante e assim como as demais, deve ser levada em extrema consideração. Avalie o espaço, cheque as condições meteorológicas do espaço, estude seu público-alvo, a demanda que o envolve, etc. Tenha todos esses estudos sendo estudados por você e sua equipe de gestão para a expansão do negócio.

Estas foram as dicas de hoje, mas que fique claro, o gerenciamento e responsabilidade do franqueador não diminui quando tem mais pessoas responsáveis pelas novas franquias com os franqueados, um bom gestor, mantem-se sempre antenado pelos seus negócios. Fica a dica! 

Quer transformar seu negócio em uma franquia de sucesso e precisa de ajuda para franquear sua marca?Podemos ajudar você a formatar seu negócio de forma prática e consistente

Atenciosamente.

Equipe Econoinvest Franchising.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

O que você procura?

Posts por Categoria

Fique por dentro do Mundo dos Negócios

Se inscreva em nossa newsletter para receber notícias, dicas e artigos para você melhorar seus resultados.