Muitos empreendedores buscam se destacar no mercado com suas empolgantes ideias de negócio e não sabem como usar da melhor forma, buscando estratégias que irá usufruir dessas ideias da melhor forma possível. Uma das estratégias adotadas quando o assunto é ideia e inovação, são as startups.

Mas o que seria as startups?

Startup trata se de um grupo de pessoas e empresas que através de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalha sem ter grandes certezas sobre o futuro.

Isso acontece, pois esses modelos de negócio são produzidos através de ideias jamais usufruídas antes, portanto não possuem base, nem dados que comprovem o sucesso deste modelo. Com isso, ficam a mercê da reação do mercado diante do seu produto ou serviço.

Para sua ideia se tornar uma startup inovadora ela deve seguir alguns requisitos, sendo eles:


– Ser uma empresa nascente;

– Trazer um produto ou serviço inovador;

– Materiais ou processo de criação inovador;

– Processo de entrega inovador;

– Modelo de negócios inovador.

Não necessariamente nesta ordem, mas para ser considerado uma startup, sua empresa deve seguir pelo menos um desses requisitos apresentados acima.

Ser uma empresa nascente

Uma startup não precisa necessariamente oferecer um produto ou serviço inovador ligado com a tecnologia, mesmo esse sendo o foco principal para ideias das maiores empresas de startup no mundo. Mas independente do seu mercado, ela deve oferecer uma solução inovadora. Quando dizemos uma empresa nascente, caracterizamos a ideia como algo recém-formado também, ou seja, você pode ter uma empresa de agropecuária tradicional e bem posicionada no mercado, mas teve uma ideia inovadora sustentável e quer abrir uma empresa especializada nessa ideia que tenha vinculo direto com a sua empresa.

Trazer um produto ou serviço inovador

Quando falamos de um produto ou serviço inovador, nos referimos a algo que vem como solução única e inexplorada no mercado em geral. Como exemplo mais usado, o uso da tecnologia e necessidade de interação, gerou a necessidade das redes sociais e mesmo em um mercado recém-criado, diversas redes sociais ganharam nome até a chegada do Facebook. Mesmo com o sucesso do Orkut no Brasil, o Facebook chegou com uma ideia inovadora que satisfez diversos públicos dentro da sua plataforma, satisfazendo não somente o público geral, mas também empresas e profissionais que utilizam hoje o Facebook para adquirir dados do público e produzir campanhas de marketing.

Materiais ou processo de criação inovador

De repente você já possui um ótimo produto e que por mais que tenha semelhantes no mercado, você quer trabalhar em cima dele e montar um planejamento inovador, isso também pode ser considerado uma startup. Puxemos como exemplo uma empresa que fabrica produtos de limpeza. Todos os dias, esses profissionais estudam para fabricarem os melhores produtos, das melhores qualidades, mas estudaram e perceberam que há uma grande taxa de reclamação sobre o tamanho desproporcional de cabos de rodo e vassoura para pessoas muito baixas ou muito altas, levando com o tempo, essas pessoas a sofrerem fortes dores nas costas. Independente da grande quantidade de rodos produzidos por dia, a ideia de se ter um rodo de cabo maior ou menor visando estes públicos é sim, uma ideia inovadora.

Processo de entrega inovador

Desta parte, é realmente raro encontrarmos pessoas que colocam em prática outras formas de envio do produto e serviço de maneira a pensar fora da caixa. Mas para que não fique confuso, imagine uma pizzaria que ao invés de mandar as pizzas redondas em caixas redondas, utilizem caixas quadradas. É um choque na realidade e isso é exatamente, o que classificaria uma startup, UM CHOQUE NA REALIDADE.

Modelos de negócio inovador

Podemos classificar a gestão de uma empresa de forma inovadora como uma startup. Quando pensamos em empresa, pensamos em responsabilidade, cumprir horários, superar metas, ser um bom profissional. Mas e quando a empresa coloca tobogãs no meio do prédio para os funcionários terem uns momentos a mais de felicidade, isso é classificada como uma startup, e o exemplo citado nada mais é que a ideia utilizada pelo Google, em uma de suas empresas para tornar o dia de seus colaboradores mais divertido e criativo.

Agora que você já sabe classificar o que são as startups, aqui vai algumas dicas para o seu processo de criação:

Avalie a sua ideia

Pense, repense, avalie sua ideia e veja se ela realmente se encaixa em uma startup, avalie se o mercado está propenso a aceitar a sua ideia e se terá demanda de clientes para ela. Cheque se o seu produto não terá complicações ou se será difícil seu meio de produção. Se sim, dificulte o processo e guarde a 7 chaves, para que no futuro concorrentes não roubem facilmente a sua ideia.

Avalie o mercado

Mais importante do que avaliar o mercado, é escolher algo que realmente goste de fazer. Uma startup de sucesso deve se manter firme e bem alimentada, portanto, para você continuar com a criatividade e vontade viva, trabalhar com o que se gosta ajuda muito. Agora se a sua ideia remete tanto ao seu gosto profissional tanto a necessidade do público, você tirou a sorte grande, trabalhe em cima e terá grandes chances de ter uma startup inovadora e de enorme sucesso.

Use versões betas

Uma das maneiras de entender o que seu mercado quer é utilizar de versões betas do seu produto ou serviço para calcular o nível de satisfação do mercado em reação ao que foi lhes oferecido. As startups tratam se de ideias inovadoras sem grandes certezas sobre o futuro que irão de vir, por isso te tiver a oportunidade de criar meios de testes sem a necessidade de grandes investimentos por traz disso, seria uma ótima maneira de economizar tempo e dinheiro, te fazendo alcançar os resultados esperados mais rapidamente.

Organize um modelo de negócios

Quem irá ficar responsável por cada coisa no projeto? Como irá arrecadar fundos para o projeto? A ideia precisa de preferência ser autossustentável, só assim você terá a certeza que poderá seguir com a ideia por longos anos sem grandes complicações.

Pense em possíveis expansões

Independente se o público alvo da sua ideia for direcionado somente para a sua região, foque sempre na grandeza, pois se seguir os passos apresentados e de fato a sua startup ser um sucesso, terá que ter um planejamento para agradar não somente sua região, estado ou país, mas no mundo todo. Planeje as modificações que teria que fazer para suprir a necessidade em uma escala global, esteja preparado para tudo.

Invista em bons profissionais

Neste meio de negócio, investir é a palavra. Investir seu tempo, rendo e esforços e ter a necessidade de pessoas que façam o mesmo é o segredo para o sucesso. Por isso escolha pessoas que sejam ótimos profissionais e que assim como você, irão lutar para o negócio dar certo. Além disso, investir em mentores, empreendedores e profissionais importantes que já tiveram a experiência nesta área é um grande diferencial.

E então, preparado para começar a montar a sua startup inovadora de sucesso?

Estamos aqui para ajudar! Para isso possuímos uma Venture Builder voltada para a criação e investimentos em startups, onde daremos total suporte em todo o processo de criação da sua startup, com profissionais altamente especializados que serão seus mentores nesta jornada.

Atenciosamente.

Equipe EconoInvest Tech.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *